Espetáculos

Conheça cada detalhe de todos os nossos espetáculos

SONHATÓRIO

É hora do almoço no Sanatório Boa Cabeça.  Sentam-se à mesa três supostos loucos, para a refeição. Porém, não há nada para comer ou beber. Sedentos e famintos, os amigos partem em inventam uma deliciosa “viagem” em busca de comida, que os levará para áridos desertos, para o fundo do mar e para longínquos planetas. Incríveis personagens e cenários, feitos de guardanapos, bacias, copos, garrafas pet, sacolas plásticas, talheres e pratos os acompanharão por suas aventuras. Nossos amigos atestam que “brincar ainda é o melhor remédio” para tudo. Eles transformam o que seria um sanatório em um... SONHATÓRIO!

A imprensa comenta

 

"Há quase dez anos, a peça “Zôo-Ilógico” tornou-se um marco do teatro de objetos. Ali a brincadeira de criança se materializou de forma poética e genial... Em “Sonhatório” a trupe repete o feito: Na cozinha do Sanatório Boa Cabeça três internos driblam a fome fazendo pinguins com garrafas térmicas e águas-vivas com sacos de lixo. É brilhante, de fazer chorar, como a maioria das montagens de Sitchin - que agora dirige o filho e dois outros excelentes jovens..."

FERNANDA ARAÚJO - JORNAL O ESTADO DE SÃO PAULO - 04/07/2012

 

"Henrique Sitchin, diretor e autor do espetáculo atinge o objetivo de encontrar a poesia nas pequenas coisas. Com um elenco talentoso, formado por Rafael Senatore, Gabriel Sitchin e Hugo Reis, a montagem reforça o poder da imaginação e a plateia rapidamente embarca na viagem..."

TATIANE ROSSET - REVISTA VEJA SÃO PAULO - 14/08/2012

 

"À medida que a peça avança, os três manipuladores vão exibindo mais e mais habilidades, mais e mais possibilidades de se brincar com os apetrechos triviais, transformando-os em maravilhas inimagináveis. ??Outro detalhe louvável é que, em meio a tantas brincadeiras com objetos que podem vir a provocar acidentes domésticos, há espaço justamente para esse tipo de alerta à plateia mirim, mas sem tom de ralhar ou de dar bronca. Por exemplo, quando dois dos atores vão brincar de luta, com facas à mão, interrompem a cena logo no início e trocam as facas por colheres. A plateia entende o recado, capta a mensagem. ??Não quero estragar a surpresa da cena final, mas não posso deixar de dizer que é tocante, muito emocionante. Em seu Sonhatório, a Truks nos prescreve, do alto de sua sabedoria lúdica, qual o melhor remédio para uma vida saudável. Não deixe de ir buscar sua receita. Com a família toda."

DIB CARNEIRO NETO - REVISTA CRESCER - 03/08/2012

FICHA TÉCNICA

 

Criação:


HENRIQUE SITCHIN e GABRIEL SITCHIN

 

Texto e Direção:


HENRIQUE SITCHIN

 

Elenco:


GABRIEL SITCHIN, THAÍS ROSSI E ROGERIO UCHOAS

 

Criação e Confecção de Bonecos e Figuras:


HENRIQUE SITCHIN, GABRIEL SITCHIN, RAFAEL SENATORE, HUGO REIS, PIETRO SITCHIN, KARINA PRALL E CAMILA OLIVEIRA

 

Trilha Sonora:


RAFAEL SENATORE E FRANCISCO MUNIZ

 

Iluminação e Cenografia:


HENRIQUE SITCHIN

 

Operação de Som e Iluminação:


BIANCA MUNIZ

 

VOVÔ

Eu gostei muito do espetáculo e recomendo! Muito maravilhoso

Rogério Cruz - 02/03/2022

CIDADE AZUL

A Cidade Azul é o meu espetáculo preferido!

Kaique - 02/03/2022

A BRUXINHA

Muito emocionante, tudo perfeito!

Paolo - 02/03/2022

Usamos cookies para personalizar o conteúdo, acompanhar anúncios e oferecer uma experiência de navegação mais segura a você. Ao continuar navegando em nosso frontend você concorda com o uso dessas informações. Leia nossa Política de Privacidade e saiba mais.